EN FR PT ES

Declaração de Voto da Vereação Socialista – Reunião da Câmara de 17 de fevereiro

20 Fevereiro, 2020

A Reunião da Câmara Municipal de 17 de fevereiro deliberou a aprovação da proposta de protocolo a celebrar entre Município de Ourém e Conservatório de Música e Artes do Centro – Fátima / Ourém, no âmbito da requalificação do antigo Seminário Monfortino, sito em Fátima. Aprovada por unanimidade, a deliberação mereceu, contudo, uma Declaração de Voto apresentada pelos Vereadores eleitos pelo Partido Socialista. 

 

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICIPIO DE OURÉM E O CONSERVATÓRIO DE MÚSICA E ARTES DO CENTRO – REQUALIFICAÇÃO DO AUDITÓRIO CULTURAL DOS MONFORTINOS EM FÁTIMA – 150.000 EUROS

Constatando na própria reunião que a verba de 148.000 consignada no protocolo com o CMAO seria para o conservatório pagar o próprio auditório e equipamento de som e luz, os vereadores do PS ficaram a saber que o auditório estava pronto, equipado com as velhas cadeiras do Cineteatro de Ourém.

Efetivamente, várias associações do município requereram cadeiras; o conservatório também. Mas nunca perguntamos às associações para que as queriam e também não perguntamos ao CMAO. Em nenhum momento pensámos que as cadeiras seriam para equipar um auditório novo, cujo projeto, pensávamos nós, estava em andamento e cujo esboço todos tinham visto e gostado.

Relembro uma dessas ocasiões: fevereiro de 2019, na Junta de Freguesia de Fátima na sessão de “Ouvir Ourém e os Oureenses”. Nessa ocasião, foi apresentado o esboço do projeto do futuro Auditório do Conservatório de Música e Artes no edifício dos Monfortinos e todos os fatimenses que ali estavam se sentiram orgulhosos de ver na sua terra um equipamento cuja idealização vinha já do executivo anterior e a que este executivo iria dar corpo.

Passado um ano, ficamos a saber que esse Auditório foi feito pelo próprio Conservatório, à pressa, com poucos recursos, com as cadeiras velhas retiradas do cine-teatro de Ourém!

O Conservatório arregaçou as mangas e pôs mãos à obra, estando neste momento a pedir donativos para equipamentos (som, luz, etc). O município contribui também com um apoio de 148.000 euros através de um protocolo que vem hoje à aprovação.

Questionado sobre esta alteração de planos, sobre as expetativas que tinha anunciado publicamente e fundamentado com fotos, o Sr. Presidente justifica-se dizendo que “fica mais barato, sem encargos nenhuns para o Município e sem ter que esperar pela aprovação dos fundos comunitários”.

E assim, com esta visão pobre e pouco ética, passamos de um auditório de 600 lugares, para um de 300, feito à pressa, com cadeiras velhas, naquele que é o edifício mais emblemático de Fátima e podia ser um ex libris da cidade em termos arquitetónicos e culturais, que é o edifício dos Monfortinos.

Os vereadores do PS, embora aprovando o protocolo com o CMAO, como aprovariam com qualquer outra associação que presta um serviço à comunidade, discordam e reprovam veementemente esta decisão do executivo de deixar cair um projeto que poderia ser estruturante para a cidade de Fátima!

Mais, os vereadores reprovam e denunciam o modo como este executivo, já depois de estar em funções, continua a fazer campanha vendendo gato por lebre! Porque foi exatamente isso o que se passou naquele encontro dos fatimenses com o Sr. Presidente na Junta de Freguesia de Fátima!

Sr. Presidente, o município não aluga imóveis, nem o Sr. é um senhorio que fica contente porque o inquilino fez as obras no seu imóvel! Esta atitude de aliciar os munícipes para depois, de uma forma sub-reptícia, os defraudar nas suas justas expetativas, demonstra desonestidade, descrença a trai a confiança daqueles que em si acreditaram!  Sr. Presidente, deu um péssimo exemplo à vida política e democrática e prestou um mau serviço à freguesia de Fátima, ao concelho de Ourém e a todos os cidadãos deste concelho!

Os vereadores,
Cília Seixo
José Reis
Estela Ribeiro”

 

Partilhar:

Veja também

Mapa do Site Acessibilidade CMOurém © 2020 - Todos os direitos reservados