EN FR PT ES

Freixianda, Ribeira do Fárrio e Formigais

INFORMAÇÕES GERAIS
Área Total: 63.3 km 
Nº de Lugares: 39
População Residente Total: 3.685
Nº de Edifícios clássicos: 2.708
Ocupação Humana: 5% 
Ocupação Florestal: 58% 
Ocupação Agrícola: 18%
FONTE: INE (2011) e Município de Ourém

Junta de Freguesia de Freixianda
Rua Padre Feliciano de Oliveira, 15 – 1º Drt.
2435 – 284 Freixianda
Tel. 351 249 550 377
Fax 351 249 550 958
Presidente da Junta: Abílio Gameiro Rodrigues
Email: jf.freixianda@gmail.com
ASSOCIAÇÕES
Associação Cicloturismo Bestomontanha

Associação de cariz cultural, recreativo e desportivo;

Morada: Rua Augusto Henriques, n.º 22, Besteiros, 2435 – 256 Freixianda

Data de fundação: 27 de novembro de 1996 com Publicação no DR n.º 37, série n.º III em 13 de fevereiro de 1987

Modalidades: Cicloturismo e BTT

Email: bestomontanha@gmail.com

Associação Cultural e Recreativa do Vale do Pêso

Associação de cariz cultural e recreativo

Morada: Rua do Canto, Charneca, 2435 – 263 Freixianda;

Data de fundação: 08 de março de 1983 com Publicação no DR n.º 146, série n.º III em 28 de junho de 1983

Total de Sócios: 234

Instalações: Própria

Modalidades: Folclore infantil e adulto

Email: ranchorosasdeportugal@hotmail.com

Associação Cultural e Recreativa Vale do Nabão

Associação de cariz cultural e recreativo

Morada: Estrada Real, n.º 181, S. Jorge, 2435 – 314, Freixianda Contacto: 249 550 578

Data de fundação: 06 de agosto de 1980 com Publicação no DR n.º 219, série n.º III em 22 de setembro de 1980

Total de Sócios: 400

Instalações: Própria

Modalidades: Folclore

Email: arcvnabao@gmail.com

Associação Desportiva de Formigais

Associação de cariz cultural e recreativo

Morada: Estrada Principal, 2435 – 201 Formigais

Data de fundação: 25 de agosto de 1986

Email: irene@gesc.pt

GRUDER - Grupo Desportivo da Ribeira do Fárrio

Associação de cariz desportivo e cultural

Morada: Rua Principal n.º 77, Fárrio, 2435-504, Ribeira do Fárrio

Data de fundação: 1977 com Publicação em DR n.º132, série n.º 3 de 11 de junho de 1982

Total de Sócios: 173

Instalações: cedidas

Modalidades:

– Futsal (infantil);

Email: gruder@sapo.pt

Grupo Desportivo de Freixianda

Associação de cariz desportivo

Morada: Rua dos Abades, n.º 2, 2435 – 230 Freixianda;

Data de fundação: 1961

Instalações: Própria

Modalidades: (em 2011)

– Futsal sénior

Email: grupodesportivo.freixianda@gmail.com

Liga de Amigos da Secção de Bombeiros de Freixianda

Associação de cariz cultural, recreativo e desportivo

Morada: Largo dos Bombeiros Voluntários, n.º 1, 2435 – 280 Freixianda

Contacto: 249 550 400

Data de fundação: 10 de maio de 1996 com Publicação no DR n.º 159, série n.º III em 11 de julho de 1996

Total de Sócios: 250

Instalações: Própria

Modalidades: futsal adultos (recreação)

Email: ligaamigosbfreixianda@gmail.com

Rancho Folclórico Os Camponeses

Associação de cariz cultural

Morada: Fárrio, 2435 – 504 Ribeira do Fárrio

Data de fundação: 1990, com Publicação no DR n.º 300, série n.º III em 30 de dezembro de 1997

Total de Sócios: 27

Instalações: cedidas;

Modalidades: Rancho folclórico (infantil e adulto)

Email: rancho.camponeses@gmail.com

CNE Agrup. 1263 Ribeira do Fárrio
EQUIPAMENTOS SOCIAIS

Centro Social de Ribeira do Fárrio

Rua Padre João Pereira, 2
2435-504
RIBEIRA DO FÁRRIO
email: centroribeirafarrio@sapo.pt

Telf.: 249 550 288
Fax: 249 550 2922

Respostas Sociais: Centro de Acolhimento Temporário, Centro de Actividades de Tempos Livres, Centro de Convívio, Centro de Dia, Componente de Apoio à Família, Lar de Idosos, Refeições Escolares-1º Ciclo, Serviço de Apoio Domiciliário.

CARATERÍSTICAS DE FREIXIANDA

Santo Patrono: Nossa Senhora da Purificação
Festas e Romarias: Festa de São Pedro (Último Domingo Junho), Festa do Sagrado Coração de Jesus (1º Fim-de-semana Setembro), Festa de Nossa Senhora das Candeias (Fevereiro-Domingo magro), Julgamento do Bacalhau (Domingo de Páscoa – de 2 em 2 anos alternando com encontro de ranchos), Festa de São Jorge (23 de Abril), Festa de Nossa Senhora da Assunção (15 de Agosto)
Locais de Interesse Turístico: Igreja Matriz e cruzeiro, Capela da Perucha, Margem do Rio Nabão.

HISTÓRIA

Posicionada na margem direita do Nabão, Freixianda evoca um percurso tão antigo quanto imenso. Ao vasto acervo de vestígios arqueológicos distribuídos pela freguesia (Casais da Matinha, Cabeço de Maria Candal etc…) e de cronologia vária, junta-se a tradição oral que atesta a passagem por ali de D. Afonso Henriques com o seu exército em 1147, servindo-se de uma via medieval que ligava Santarém a Coimbra.

Monumento

A historicidade da Freixianda é reforçada por um documento de 1179 que faz referência à então “Freixineta,” um topónimo de origem latina que já havia resultado da evolução de “Fraixinum”, quiçá por ali pulularem freixos.

Histórica é também a vertente religiosa, que desde cedo marcou os destinos da freguesia; em 1304 nascia a igreja das Freixedas com o Clérigo Domingos Pires, sendo incorporada na Colegiada de Ourém em 1445; na data de 1567 a freguesia recebia o título de Vigararia perpétua por carta do Cardeal D. Henrique e é sabido que no principio do século XVII já integrava cerca de uma dúzia de capelas. Hoje os templos de culto continuam dignos de visita, nomeadamente a secular capela de Santa Marta, no Arneiro, a capela da Perucha, ou a igreja matriz em honra de N.ª Sr.ª da Purificação, dotada de três naves de capela-mor abobada.

A dimensão histórica e a dinâmica socioeconómica registada nos últimos anos, viriam a argumentar a elevação da Freixianda à condição de Vila em 1995. E mesmo tendo sofrido oscilações com o fenómeno migratório, não hesita em apostar no progresso repartido entre o comércio e a indústria, quer por via da animação sociocultural; atestam-no as Associações Desportivas, Culturais e Recreativas e os dois Ranchos Folclóricos.

É uma freguesia rejuvenescida em população e em equipamentos sociais, onde não falta uma biblioteca, uma extensão do centro e saúde, um campo desportivo, Bombeiros Voluntários, e até uma Escola C+S.

HERÁLDICA

Brasão – escudo de vermelho, uma ponte de dois arcos de prata. lavrada de negro, movente dos flancos e de campanha ondeada de praia e azul e encimada por um ramo de freixo de ouro. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco, com a legenda a negro, em maiúsculas: «FREIXIANDA»
Bandeira – esquartelada de vermelho e amarelo. Cordão e borlas de ouro e vermelho. Haste e lança de ouro.
Selo – nos termos da lei com a legenda «Junta de Freguesia de Freixianda – Ourém».

 

CARATERÍSTICAS DE FORMIGAIS

Santo Patrono: São Vicente
Festas e Romarias: Festa de São Vicente (1º fim de semana de Agosto)
Locais de Interesse Turístico: Agroal (Nascente, paisagem e observatório natural de aves), Parque Aventura

HISTÓRIA

Com fundação no séc. XVII, a freguesia de Formigais seria integrada em 1712 na Comenda da Sabacheira, e somente no séc. XIX deixaria o concelho de Tomar para se unir ao município de Ourém.

Também nesse século, mais especificamente a partir de 1864, registar-se-ia por essas terras um considerável aumento demográfico, que só viria a conhecer um abrandamento e até mesmo decréscimo a partir de 1960, em virtude do pesado movimento migratório. Viria então a firmar-se um modelo de vida que não era possível atingir nessa freguesia rural, cujos solos acolhiam sobretudo o milho, a vinha e a oliveira.

Até lá muitas gerações souberam viver em harmonia com um local isolado entre abruptas escarpas calcárias e banhado pelo rio Nabão. A ocupação humana remonta a tempos pré-históricos, conforme testemunham as estações arqueológicas do Agroal, do Porto Velho, ou mesmo da Palmaria. E da história religiosa ressalta a ermida de S. Vicente, edificada em 1755.

Agroal

Mas o maior apanágio da freguesia reside no majestoso «santuário natural» engrandecido pela biodiversidade que o caracteriza e pela nascente do Agroal afamada pelas suas águas frias, termais e com propriedades curativas, atestam-no as gentes que há muito ali se deslocam para tratar os males de pele.

Hoje o Agroal inscreve-se num cenário de turismo ambiental e rural, cujas paisagens naturais e humanizadas fazem as delícias do visitante que se pode deixar guiar por percursos pedestres delineados para o servir; para aqueles que preferem o desporto radical recomenda-se o Parque Aventura, concebido recentemente.

Formigais não se confina à natureza, à ancestralidade e à emigração. Exprime sobretudo uma dinâmica movida por ideais apegados ao progresso e à identidade. Mesmo em número escasso, os habitantes investem em diversos sectores económicos e a freguesia compõe-se à medida dos meios e prioridades.

HERÁLDICA

Brasão – escudo de prata, faixa ondeada de azul, acompanhada em chefe de dois corvos de negro, em cortesia e, in ponta, de ume fonte de sua cor realçada de vermelho e repuxando agua de azul. Coroa moral de prata de torres. Listel branco, com a legenda a negro: «Formigais».
Selo – nos termos da lei, com a legenda «Junta de Fregue­sia de Formigais – Ourém».

 

 

CARATERÍSTICAS DE RIBEIRA DE FÁRRIO

Santo Patrono: Santo António
Festas e Romarias: Festa de Santo António (Último Domingo de Janeiro), Festa de Nossa Senhora de Fátima (Último Domingo de Maio), Festa de Nossa Senhora de Fátima (Último Fim-de-semana Agosto)
Locais de Interesse Turístico: Quinta do Fárrio (Séc. XVII), Várzea e moinhos de água ao longo da Ribeira do Fárrio

HISTÓRIA

Esta é a freguesia mais jovem do concelho! Criada em 1989 por desanexação da Freixianda, a freguesia da Ribeira do Fárrio fica situada no extremo norte do concelho de Ourém, confinando com o concelho de Pombal. A sua elevação foi merecida e derivada de uma conjugação de recursos naturais, económicos e socioculturais apostada no progresso.

A essência fecunda de Ribeira do Fárrio é atestada por este e mais topónimos como Vale da Meda, Mata do Fárrio, Ruge-Água, Figueirinhas que pronunciam uma povoação irrigada e favorecida pelos terrenos férteis. Tamanhos atributos constituiriam há muito, factores decisivos para a prática de uma agricultura de regadio, com particular destaque para o milho, cuja representatividade seria materializada pelos moinhos de ribeira e mais recentemente pelo brasão da freguesia. A tradição oral refere que as proximidades das ditas margens seriam ainda espaços privilegiados de fixação populacional.

Mudaram os tempos e as aspirações também: Nas últimas décadas os proventos da terra deixaram de bastar para a realização dos habitantes, e eis que surgiram alternativas como a migração, a indústria e o comércio. Hoje os campos permanecem cultivados, salvaguardando a feição rural da freguesia, complementada por iniciativas industriais a exemplo da construção civil e da transformação de madeira.

Destaque merece ainda a importante rede de infra-estruturas que prestam serviço aos mais desprotegidos, bem como a rejuvenescida dinâmica desportiva e cultural. O património edificado faz-se representar pela Quinta do Fárrio acompanhada por uma capela erguida em 1600, em honra a Stº António, apresentando-se o interior preenchido por sepulturas e inscrições que escrevem história.

LOCALIZAÇÃO

 

Mapa do Site CMOurém © 2018 - Todos os direitos reservados