EN FR PT ES

Seis entidades oureenses vão receber financiamento para criação de novas vagas em creche

15 Maio, 2023

O Centro Pastoral Paulo VI, em Fátima, recebeu esta segunda-feira uma sessão de atribuição de 153 contratos com a Segurança Social, para criação de novos lugares em creches um pouco por todo o país, com seis desses contratos destinados ao concelho de Ourém. A iniciativa contou com a presença da Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, dos Secretários de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência e do Planeamento, Ana Sofia Antunes e Eduardo Pinheiro, respetivamente, e do Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Luís Miguel Albuquerque, assim como da Vereadora com os pelouros da Educação e Assuntos Sociais, Micaela Durão.

Os mais de 150 contratos hoje entregues a instituições do setor social e municípios, representam um investimento superior a 72 milhões de euros, com 24,7 milhões de euros financiados pelo Plano de Recuperação e Resiliência. Este investimento vai significar a criação de mais de 8300 lugares de creche em Portugal, no âmbito da requalificação e alargamento da rede de equipamentos sociais do PRR, e seis entidades oureenses viram as suas candidaturas aprovadas.

O Presidente da Câmara Municipal de Ourém, anfitrião da sessão, dirigiu-se aos muitos representantes de instituições e municípios presentes, salientando a sua satisfação por acolher esta iniciativa, sublinhando as ótimas condições existentes no nosso território para o efeito. Manifestou também o seu regozijo pela forte participação de instituições oureenses neste momento, respondendo a uma necessidade amplamente identificada. Luís Miguel Albuquerque aproveitou também o momento para sensibilizar a Ministra Ana Mendes Godinho para a necessidade de rever as comparticipações agora assumidas, em função do aumento generalizado dos custos e mais especificamente dos custos de construção.

Na sessão de atribuição dos contratos de financiamento participaram, além do Município de Ourém, o Centro Infantil Santa Maria de Leuca, o Centro Social e Paroquial de Atouguia, o Centro Social e Paroquial de Freixianda, o Centro Social Paroquial S. João Baptista de Espite e o Centro Social de Matas.

No discurso de encerramento da sessão, a Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social mostrou-se feliz por estes contratos significarem “mais e melhores creches para todas as crianças”, combatendo ciclos de pobreza na infância e garantindo condições de igualdade para todas as crianças. Ana Mendes Godinho salientou também os benefícios da medida que assegura a gratuitidade das creches, enquanto fator de apoio à natalidade e promotor de igualdade de oportunidades para homens e mulheres. Por fim, a Ministra felicitou todas as entidades presentes pela sua resiliência e trabalho desenvolvido em prol de uma sociedade mais justa e igualitária.

Partilhar:

Veja também

Política de Privacidade Mapa do Site Acessibilidade CMOurém © 2023 - Todos os direitos reservados