EN FR PT ES

Saneamento básico avança com investimento superior a 7,5 milhões

9 Janeiro, 2020

A Câmara Municipal de Ourém recebeu recentemente a confirmação do sucesso de quatro das candidaturas que propôs com vista à ampliação da rede de saneamento básico do concelho. Graças à adesão à Tejo Ambiente, empresa intermunicipal recém-constituída, o Município conseguiu aceder a fundos comunitários que vão possibilitar a extensão da rede de saneamento a populações até agora privadas desta necessidade básica.

Entre aprovações confirmadas oficialmente ou ainda de forma oficiosa, está garantida a autorização para dar início aos procedimentos que haverão de resultar na instalação de redes de saneamento em quatro pontos do concelho, correspondentes a cinco freguesias e uniões de freguesias: Bairro (Nossa Senhora das Misericórdias); Boleiros e Estrada de Minde (Fátima); periferia de Ourém (o projeto engloba povoações de Atouguia, Nossa Senhora das Misericórdias e Nossa Senhora da Piedade); e Rio de Couros (União de Freguesias de Casal dos Bernardos e Rio de Couros).

“Estas candidaturas estão aprovadas e resultarão de um investimento de cerca de 8 milhões de euros, apenas possível de executar graças à adesão do Município de Ourém à Tejo Ambiente”, sublinha Luís Miguel Albuquerque, Presidente da Câmara Municipal, considerando que “o sucesso destas candidaturas é a prova de que o Executivo adotou a estratégia adequada, quando aderiu a esta empresa intermunicipal”.

Contas feitas, serão construídos quase 1300 ramais domiciliários de esgotos domésticos, serão implantados mais de 17 quilómetros de sub-bacias e instalados mais de 20 quilómetros de coletores nas áreas em questão, além de outros tipos de intervenção como a construção de condutas e estações elevatórias ou a pavimentação integral das vias intervencionadas neste âmbito.

O total destas candidaturas ao Aviso do POSEUR, ascende a cerca de 7,7 milhões de euros, montante a suportar na totalidade pela Tejo Ambiente. Depois desta aprovação, os próximos passos passam pela assinatura dos respetivos contratos, que deverão decorrer ainda este mês, seguindo-se o lançamento dos concursos por parte da empresa intermunicipal. “Se tudo correr como prevemos, estas obras arrancam ainda em 2020”, informou Luís Miguel Albuquerque, na Reunião da Câmara de 6 de janeiro, durante a qual deu conta da notícia da aprovação destas quatro candidaturas ao Aviso do POSEUR.

AS CANDIDATURAS APROVADAS E ALGUMAS DAS SUAS CARACTERÍSTICAS

BAIRRO
O encargo total aponta para valores a rondar os 1,5 milhões de euros, montante correspondente a todas as intervenções necessárias para a ampliação da rede de saneamento básico na zona mais populosa da freguesia de Nossa Senhora das Misericórdias, ao qual acrescem cerca de 600 mil euros, correspondentes ao custo total da pavimentação integral das vias.

– Implantação de 9,397 quilómetros de coletores no lugar de Bairro
– Construção de 303 ramais domiciliários de esgotos domésticos
– Execução de uma estação elevatória e de uma conduta elevatória;
– Pavimentação integral das vias

FÁTIMA
Este projeto contempla a execução redes de drenagem de águas residuais na Estrada de Minde e no lugar de Boleiros, acarretando um custo total com o saneamento básico na ordem dos 1,5 milhões de euros, acrescidos de cerca de 466 mil euros inerentes à pavimentação integral das vias.

– Implantação 2,29 quilómetros de coletores na Estrada de Minde e de 8,63 quilómetros de coletores no lugar de Boleiros
– Construção de 310 ramais domiciliários de esgotos domésticos
– Pavimentação integral das vias

PERIFERIA DE OURÉM
Esta empreitada visa a extensão da rede de saneamento aos lugares de Beltroa, Casal de São João, Lagarinho, Melroeira, Peras Ruivas, Pinhel e São Sebastião, abrangendo, por isso, as freguesias de Atouguia, Nossa Senhora das Misericórdias e Nossa Senhora da Piedade. O custo total do saneamento básico ronda os 1,2 milhões de euros, valor ao qual acresce a pavimentação integral da via, orçada em cerca de 725 mil euros.

– Implantação de sub-bacias, numa extensão total de cerca de 10 km
– Construção de 383 ramais domiciliários de esgotos domésticos
– Pavimentação integral das vias

RIO DE COUROS
O custo total da empreitada ronda 1,2 milhões de euros, resultando da execução de redes de saneamento básico no lugar de Rio de Couros e em parte do lugar de Casal dos Secos, assim como da posterior pavimentação integral das vias em questão, por cerca de 455 mil euros.

– Implantação de quatro sub-bacias no lugar de Rio de Couros, numa extensão total de 7,3 km;
– Construção de 291 ramais domiciliários de esgotos domésticos;
– Pavimentação integral das vias

Partilhar:

Veja também

Mapa do Site Acessibilidade CMOurém © 2020 - Todos os direitos reservados