EN FR PT ES

Ourém celebrou Dia do Município com inauguração de obras

21 Junho, 2024

O dia 20 de Junho, Dia do Município de Ourém, foi assinalado com um vasto programa que contemplou as cerimónias oficiais, os espetáculos e atrações integradas na FeirOurém 2024 e a inauguração de um conjunto de obras estruturais para o futuro do concelho.

As comemorações iniciaram com a cerimónia do Hastear das Bandeiras, em frente ao Edifício-sede do Município de Ourém. Aqui, além do Executivo Municipal, vários representantes autárquicos, comitivas estrangeiras convidadas e outras individualidades, a cerimónia contou com a participação da Fanfarra da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ourém, da Sociedade Filarmónica Ouriense e de escuteiros do concelho. O momento foi também abrilhantado pela voz de Catarina Perdigão que, acompanhada à guitarra por José Santos, encantou os presentes com um pequeno espetáculo musical.

Seguidamente, todos os intervenientes dirigiram-se para o troço entre a rotunda dos Álamos e a rotunda do Ribeirinho, via rodoviária recentemente requalificada no âmbito do projeto “2ª fase da requalificação da Avenida D. Nuno Álvares Pereira”. Procedeu-se à inauguração desta importante e ansiada obra numa das principais entradas da cidade de Ourém, momento dirigido pelo Presidente da Câmara Municipal, Luís Miguel Albuquerque, pelo Presidente da Assembleia Municipal, João Moura, pelo Presidente da Junta de Freguesia de Nossa Senhora da Piedade, Luís Serras de Sousa e pela Presidente da CCDR Centro, Isabel Damasceno.

A Presidente da CCDR Centro felicitou todos os oureenses no seu feriado municipal e sublinhou a capacidade do Município de Ourém na captação de fundos comunitários, postura que se materializa na apresentação de obra feita e numa “transformação da cidade e na criação de novas centralidades, com a realização de investimentos importantes para o desenvolvimento económico do concelho”. Isabel Damasceno realçou que o Município de Ourém será das primeiras autarquias a ser apoiada no âmbito do programa Centro 2030, o que demonstra mais uma vez a proatividade da Câmara Municipal, parceiro com quem afirma “ser um prazer trabalhar”. Seguiu-se a intervenção do Presidente Luís Miguel Albuquerque que sublinhou a importância do enquadramento desta empreitada no novo quadro comunitário de apoio, beneficiando de 85% de financiamento no total do investimento realizado. Segundo o edil, este complemento à requalificação da Avenida D. Nuno Álvares Pereira “dignifica a entrada da cidade de Ourém para todos os oureenses e visitantes”. Após um agradecimento ao apoio prestado pela CCDR Centro, o Presidente da Câmara anunciou que a curto prazo serão apresentadas mais duas candidaturas a fundos comunitários, nomeadamente no que diz respeito à intervenção que se pretende na Avenida Irmã Lúcia de Jesus, em Fátima, e o término da requalificação da Avenida Francisco Sá Carneiro, com a construção de uma ligação à Rua Teófilo Braga. A finalizar, Luís Miguel Albuquerque agradeceu a todos os intervenientes neste projeto, mas também a todos aqueles que passaram pelos constrangimentos próprios da empreitada em causa.

A comitiva dirigiu-se depois para a Rua Tenente Coronel Moreira Lopes, via que também foi aqui formalmente inaugurada após recente requalificação. Na sua intervenção, o Presidente da Câmara Municipal realçou as melhorias evidentes na via para todos os utilizadores face à realidade anteriormente existente, estando ainda a aguardar a decisão sobre o possível financiamento comunitário para esta empreitada. Luís Miguel Albuquerque sublinhou a importância das várias intervenções concretizadas na cidade de Ourém, situação que terá continuidade com mais projetos estruturantes, já que “Ourém precisa e merece”.

A terminar a ronda de inaugurações, a comitiva deslocou-se para a nova Área de Acolhimento Empresarial de Freixianda, projeto há muito ambicionado e cuja inauguração contou com a presença do Secretário de Estado do Planeamento e Desenvolvimento Regional, Hélder Reis. A primeira intervenção foi da responsabilidade do Presidente da União de Freguesias de Freixianda, Ribeira do Fárrio e Formigais, Paulo Nunes, que manifestou desde logo a sua enorme alegria pela conclusão deste projeto “que é a obra mais importante alguma vez realizada no norte do concelho”, e que contou com um fundamental apoio do Executivo Municipal e do anterior Presidente da União de Freguesias, Abílio Rodrigues. Depois de muitos anos de espera, o projeto está finalmente concluído e acredita o Presidente Paulo Nunes que vai significar um claro desenvolvimento de toda a região, alertando agora para a necessidade de melhorar as acessibilidades a esta nova zona industrial. O Presidente da Câmara Municipal, Luís Miguel Albuquerque, mostrou também o seu regozijo pela inauguração formal da Área de Acolhimento Empresarial de Freixianda, lembrando as complexas e vastas negociações com todos os proprietários para aquisição dos terrenos em causa. Agradeceu o apoio de todas as entidades envolvidas no projeto, nomeadamente a CCDR Centro que contribuiu para o financiamento do projeto em sensivelmente 3 milhões de euros e que poderá vir a reforçar a comparticipação comunitária em 600 mil euros. Neste investimento de quase 4,6 milhões de euros, o autarca acredita que com a venda dos lotes da Área de Acolhimento Empresarial de Freixianda sejam apurados cerca de 1,2 milhões de euros, o que confirma que “este é um projeto de sucesso e com viabilidade financeira”. Luís Miguel Albuquerque anunciou ainda que a partir de 3 de julho os 19 lotes construídos estarão disponíveis para alienação, cujas características e especificidades estão já disponíveis no site da Câmara Municipal de Ourém. Por fim e antes de uma visita à Área de Acolhimento Empresarial de Freixianda, o Secretário de Estado do Planeamento e Desenvolvimento Regional, Hélder Reis, agradeceu o convite para participar neste momento, convicto de que esta obra será preponderante para o crescimento de toda a região. Apesar da demora na sua execução, sublinhou a importância da implementação de projetos fora dos grandes centros urbanos para um efetivo desenvolvimento de zonas do interior, melhorando o bem-estar e as condições de vida das populações. Por fim, Hélder Reis sublinhou a relevância dos fundos comunitários para o “avanço de todo o país naquilo que é o nosso desenvolvimento enquanto comunidade”.

Partilhar:

Veja também

Política de Privacidade Mapa do Site Acessibilidade CMOurém © 2024 - Todos os direitos reservados