EN FR PT ES

Declarações – Reunião da Câmara de 6 de outubro

7 Outubro, 2020

O Vereador Natálio Reis apresentou um voto de reconhecimento dirigido a Daniela Flores, autora do conto “Greens Days – Sonhos Verdes”, premiada com o 2.º lugar na categoria Ensino Secundário, do concurso “Eu Conto Com a Reciclagem”, e cujo trabalho foi publicado no passado mês de junho.

Natálio Reis Vereador expôs ainda um outro voto de reconhecimento, alusivo ao levantamento elaborado pela CCDR Centro das empresas gazela da região centro para o ano de 2019, e onde constam 6 empresas sediadas no concelho de Ourém.

A Vereadora Isabel Costa, por sua vez, apresentou uma declaração relacionada com o Centro de Documentação Joaquim Ribeiro, recém-inaugurado, na antiga escola primária do Zambujal, estrutura de elevado valor que coloca à disposição da comunidade o acervo documental e bibliográfico doado por Sérgio Ribeiro ao Município.

Na mesma reunião, foi ainda apresentado, pelo Vereador Rui Vital, uma declaração relativa à iniciativa “Música a Gosto”, iniciativa de sucesso reconhecido que, ao longo do verão, levou milhares de pessoas à Praça Mouzinho de Albuquerque, bem no centro da cidade de Ourém.

Disponibilizamos aqui, na íntegra, as respetivas comunicações:

 

VOTO DE RECONHECIMENTO
DANIELA FREIRE FLORES, AUTORA DO CONTO “GREEN DAYS – SONHOS VERDES”

Daniela Freire Flores, autora do conto “Greens Days – Sonhos Verdes”, premiada com o 2.º lugar na categoria Ensino Secundário, do concurso de contos “Eu Conto Com a Reciclagem”, viu a sua história publicada, no passado mês de junho, num livro editado sob o mesmo nome da prova que lhe deu origem.

Inscrito no concurso pela Escola Básica e Secundária de Ourém, à responsabilidade da professora Gracelinda Marques e contando com ilustrações de Rui Pedro Lourenço, o conto da autoria de Daniela Freire Flores voltou a ser reconhecido como merecedor de integrar a compilação de histórias agora editada pela Valorlis, no âmbito da política de consciencialização ambiental sob a qual se rege a ação daquela que é uma das empresas responsáveis pela recolha seletiva e pelo tratamento de resíduos urbanos no nosso concelho.

Face ao exposto, o Executivo Municipal propõe um Voto de Reconhecimento a Daniela Freire Flores, celebrando a consciência ambiental, o sentido de participação cívica e o talento literário comprovados por esta jovem oureense.

Ourém, 6 de outubro

 

 

VOTO DE RECONHECIMENTO
EMPRESAS GAZELA – CONCELHO DE OURÉM

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) efetuou, pelo oitavo ano consecutivo, o apuramento das empresas gazela existentes na Região Centro em 2019, com base em informação económica disponível para 2018.

O conceito de empresa «gazela» assumido internacionalmente corresponde a empresas jovens (idade igual ou inferior a cinco anos no início do período de observação) e com elevados ritmos de crescimento, sustentados ao longo do tempo, de uma forma diferenciadora nos mercados, onde afirmam a sua competitividade e constroem sucesso a um ritmo acelerado, contribuindo fortemente para a criação de emprego.

Estas empresas representam uma pequena percentagem do universo empresarial, mas cada uma delas tem uma importância fulcral nas dinâmicas de emprego e de riqueza que geram na região. São empresas com ritmos de crescimento muito elevados (acima de 20% ao ano) e com uma criação de postos de trabalho muito significativa.

A CCDRC identificou as empresas gazela para o ano de 2019, que são aquelas que cumulativamente:

·  Apresentam crescimentos do volume de negócios superiores a 20% ao ano em 2016, 2017 e 2018;

·  Foram constituídas a partir de 2010 e possuem a sua sede na Região Centro;

·  Empregavam pelo menos 10 trabalhadores em 2018;

·  Possuíam faturação igual ou superior a 500 mil euros em 2018

 

No ano de 2019 das 112 empresas identificadas na região centro, sobressaem as seguintes empresas do concelho a quem foi atribuído a distinção de empresa Gazela:

ARLINDO LOPES DIAS, UNIPESSOAL LDA
Construção de edifícios (residenciais e não residenciais)

INOVAÇÃO POSITIVA, UNIPESSOAL, LDA
Atividades de mediação imobiliária

L REBOURÉM, LDA
Construção de edifícios (residenciais e não residenciais)

LOGARITMODISSEIA, LDA
Outras atividades de consultoria para os negócios e a gestão

T-DREAMS, UNIPESSOAL LDA
Arrendamento de bens imobiliários

VILA FITNESS, LDA
Atividades de ginásio (fitness)
 

É, pois, com satisfação que o Município também reconhece o trabalho destes empresários, que mais uma vez vem demonstrar a excelência empresarial que existe no nosso concelho, fruto de uma constante atualização, inovação e espírito empreendedor que os caracteriza.

Estão, pois, de parabéns essas empresas e empresários pela distinção conseguida ficando votos de continuação de sucesso empresarial.

06.10.2020

 

 

DECLARAÇÃO
CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO JOAQUIM RIBEIRO

No passado dia 27 de setembro, a antiga escola primária do Zambujal transformou-se no Centro de Documentação Joaquim Ribeiro, projeto idealizado pelo Dr. Sérgio Ribeiro, cujo objetivo se traduz na criação de um espaço polivalente com tertúlia, biblioteca e espaço de cafetaria, ficando aqui também disponibilizado ao público o valioso acervo documental e bibliográfico, património outrora doado ao Município.

Com este investimento municipal, a requalificação do edifício concretiza-se numa manifesta simbiose entre a componente histórica e cultural, traduzindo-se numa homenagem ao Dr. Sérgio Ribeiro – ilustre conterrâneo e autarca oureense – e ao seu pai Joaquim Ribeiro – figura incontornável da história do concelho de Ourém -, passando este local a ser uma referência municipal no âmbito cultural pelo espólio aqui existente.  

Ao Dr. Sérgio Ribeiro é devida uma palavra de grande estima e consideração, por ser o impulsionador desta intervenção e pela partilha do seu vastíssimo espólio documental/bibliográfico com toda a nossa comunidade.

O nosso muito Obrigado! 

 

 

MÚSICA A GOSTO

Chegou ao fim no passado dia 19 de setembro o evento “Música a gosto” que abrilhantou a Praça Mouzinho de Albuquerque e deu outra vida à cidade de Ourém, durante os fins de semana de agosto e setembro.

Apesar dos constrangimentos inerentes à Pandemia de COVID-19, esta iniciativa foi um sucesso por três motivos em especial: primeiro porque decorreu dentro de todas as normas de segurança, não só precauções tomadas pelos serviços do Município e da Zona Matriz, empresa responsável pela produção do evento, mas também pelo respeito revelado pelos ourienses em relação ao cumprimento rigoroso das normas de segurança.

Outro dos motivos foi, claro, a presença de público. Dentro dos limites impostos pelo Plano de Contingência do evento, que não permitia a entrada no recinto de mais do que 150 pessoas (em lugares sentados), o espeço atingiu sempre a lotação máxima.

Finalmente, conseguiu-se promover os artistas e bandas do concelho, dando-lhes a oportunidade de trabalharem, algo que lhes foi negado durante os meses de confinamento.

Aliás, este sempre foi um dos objetivos principais desta iniciativa: dar aos artistas da nossa terra a chance de poderem trabalhar e de mostrarem o seu talento e competência, dando-lhes a motivação necessária para seguirem neste caminho sinuoso que a COVID 19 lhes colocou pela frente.

No total, foram 14 concertos, com 14 bandas/artistas do concelho, que protagonizaram espetáculos fantásticos dos mais diversos estilos musicais.

Propõe-se a atribuição de um voto de reconhecimento ao evento e às bandas e artistas intervenientes que animaram os ourienses devolvendo-lhes um pouco da alegria perdida nos meses de confinamento.

 

Partilhar:

Veja também

Mapa do Site Acessibilidade CMOurém © 2020 - Todos os direitos reservados