EN FR PT ES

Declarações da Reunião de Câmara – 7 de junho

8 Junho, 2021

O Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Luís Miguel Albuquerque, apresentou na Reunião de Câmara de 7 de junho, uma declaração referente à inauguração do Teatro Municipal de Ourém no passado dia 2 de junho, momento que contou com a presença da Ministra da Cultura, Graça Fonseca.

A Vereadora Isabel Costa apresentou igualmente uma declaração referente aos resultados obtidos, na final do Concurso Nacional de Leitura, pelos alunos Leonor Pereira (2.º lugar, no escalão do 3.º CEB), da Escola Básica e Secundária de Ourém e Francisco Ferraz (Menção Honrosa, no 2.º CEB), da EB2,3, IV Conde de Ourém.

No Período antes da Ordem do dia, houve ainda lugar à apresentação de uma declaração do Vereador Natálio Reis relativa à campanha “Vamos ser todos amigos do Ambiente?”, iniciativa levada a cabo pelo Município de Ourém e a Valorlis, visando a promoção da reciclagem, através de uma alteração de comportamentos por parte da população do concelho.

Disponibilizamos na íntegra as declarações em causa:

DECLARAÇÃO “INAUGURAÇÃO DO TEATRO MUNICIPAL DE OURÉM

No passado dia 2 de junho, inaugurámos o Teatro Municipal de Ourém, equipamento cultural de referência na região e no país. Na presença da Sra. Ministra da Cultura e demais entidades, tivemos oportunidade de destacar que o TMO é uma casa de todos, para todos.
O investimento na requalificação do cineteatro, próximo dos 3 milhões de euros, faz com que o movimento cultural e das artes ganhe um novo dinamismo, dentro da estratégia e da política cultural que temos vindo a realizar.
A população e as instituições culturais de Ourém, deverão tomar o TMO como seu, desenvolvendo uma relação de afetividade, que permita criar dinâmicas de apropriação, fruição e orgulho, perante um equipamento que se quer público, dinâmico e habitado. Trata-se de uma estrutura para pessoas, de forma a fomentar a identidade da região, como ponto unificador e agregador na área cultural, por via da sua programação, integração em redes e coproduções; por via de projetos de envolvência comunitária e capacitação de públicos e agentes culturais, e económica, por via do turismo religioso, patrimonial e de natureza.

O TMO, não será só uma grande oportunidade para a consolidação de conteúdos relativos a elementos identitários, como também de um novo projeto artístico, da criação de novos referenciais comunicacionais que promovam a imagem de uma cidade moderna, atrativa e dinâmica.

A adesão às iniciativas programadas para a semana da inauguração ficou bem patente. Também no sábado e domingo o TMO esteve de portas abertas, com performances artísticas e musicais que encantaram os grupos de visitantes.

Cerca de 1400 pessoas passaram pelo Teatro Municipal em apenas 5 dias.

Renovo os agradecimentos a toda a EQUIPA que deu um contributo decisivo para que o TMO seja uma realidade que orgulha os oureenses.

A programação e a revitalização culturais estão lançadas! Passamos a contar com um espaço de excelência, onde a criação e a expressão artística e cultural constituem uma oferta de qualidade ao serviço e participação da comunidade, com espetáculos diversificados dirigidos para uma grande envolvência de públicos.

Uma cidade com oferta cultural/artística diversificada e de qualidade, é sinal de progresso, qualidade de vida, sinal de crescer com referências, com educação artística, sinal de sensibilidade apurada, sinal de novas oportunidades e fixação de públicos.”

 

DECLARAÇÃO “ALUNOS DE OURÉM NA FINAL DO CONCURSO NACIONAL DE LEITURA”

“A Leonor Pereira, do 9.º ano, da Escola Básica e Secundária de Ourém e o Francisco Ferraz, do 5.º ano, da EB23, 4.º Conde de Ourém estão de Parabéns.

Ao longo do ano letivo, participaram em todas as provas – escolar, municipal e intermunicipal – do CNL, tendo sido apurados para a fase final.

Uma vez apurados para esta, assim como outros 49 participantes do mesmo ciclo, no dia 19 de maio fizeram uma prova escrita, online, de pré-seleção. Também nesta prova ficaram entre os cinco selecionados para a GRANDE FINAL, a “Prova de Palco”.

A prova de palco decorreu no passado sábado, dia 5 de junho, em Oeiras, onde a Leonor Pereira alcançou o 2.º lugar, no escalão do 3.º CEB e o Francisco Ferraz recebeu uma Menção Honrosa, no 2.º CEB.

O Município de Ourém felicita todos os estabelecimentos escolares do concelho e consequentemente os seus docentes, professores bibliotecários, bibliotecária municipal, coordenadora interconcelhia, famílias e todos os alunos que participaram na 14.ª edição do Concurso Nacional de Leitura.

Felicitamos de um modo muito particular os alunos Francisco Serra Ferraz, da EB23, 4.º Conde de Ourém, do Agrupamento de Escolas Conde de Ourém e Leonor Reis Pereira, da Escola Básica e Secundária de Ourém, do Agrupamento de Escolas de Ourém, pelo sucesso da sua caminhada nesta 14.ª edição do Concurso Nacional de Leitura.”

DECLARAÇÃO “CAMPANHA VAMOS SER AMIGOS DO AMBIENTE”

A Câmara Municipal de Ourém, com o intuito de promover uma sensibilização ambiental reforçada, resolveu este ano, lançar a campanha de preservação ambiental denominada “Vamos ser amigos do ambiente?” no dia 1 de julho, Dia da Criança, associando assim esta data ao Dia Mundial do Ambiente, celebrado a 5 de junho.
Esta campanha é destinada principalmente à temática da reciclagem de resíduos, focando-se no seu correto encaminhamento, desde a separação que é feita em casa, passando pelo correto depósito em contentores apropriados na via pública, até à recolha, transporte e separação pela empresa Valorlis, parceira no projeto.

No dia de lançamento da campanha, Dia da Criança, foram entregues às crianças do ensino pré-escolar e do 1.º Ciclo, cerca de 3 000 conjuntos de sacos de reciclagem, compostos por: um saco para embalagens/metais; um saco para vidro; e um saco para papel/cartão. Os sacos foram escolhidos com as dimensões apropriadas a uma cozinha normal de um agregado familiar e esta entrega teve por objetivo incentivar as crianças a depositarem corretamente os resíduos da sua casa nos sacos adequados, sendo também impulsionadores de comportamentos ambientalmente mais corretos junto dos seus pais, irmãos e restantes familiares. Foi extremamente agradável perceber, nesta visita às escolas, que crianças do jardim infantil, já sabem o que é fazer a reciclagem, assim como o que se coloca em cada um dos sacos.

Ainda neste Dia da Criança, festejado em moldes diferentes fruto ainda da pandemia, foi oferecido também junto com os sacos de reciclagem: um pequeno livro de atividades relacionadas com o nosso Concelho, com o formato do logotipo do Município, aos meninos do ensino pré-escolar; e um livro que relata a História de Ourém em banda desenhada, da autoria de José Garcês, aos alunos do 1.º Ciclo.

Para além da sensibilização efetuada às crianças pelo Executivo Municipal e pelo ecoponto humano, aquando da entrega dos sacos de reciclagem no Dia da Criança, a Câmara Municipal e a Valorlis estão a preparar várias iniciativas junto destas escolas, para cimentar a informação sobre esta temática, realçando: a necessidade da separação de resíduos para garantir a sustentabilidade do nosso planeta; as regras de separação de resíduos por fileiras; o trabalho que é realizado na Valorlis após a receção dos resíduos reciclados; e o destino ou valorização que os resíduos reciclados podem ter em termos de economia circular.

No Dia Mundial do Ambiente, celebrado a 5 de junho, a Câmara Municipal de Ourém lançou ainda nas redes sociais, o filme “Minuto Ecológico e Ambiental” – Visita à Valorlis – Centro de Reciclagem, que demonstra os vários circuitos de separação de recicláveis na empresa parceira. Ainda existem mais dois filmes realizados na Valorlis, que serão brevemente lançados, um sobre o Aterro Sanitário e outro sobre a Central de Valorização Orgânica.

A correta separação de resíduos é importantíssima para o futuro do planeta. Para terem uma ideia, procedemos recentemente à reparação da lixeira antiga, localizada em Alvega, na freguesia de Fátima, que foi selada no final em 1996, isto é, há mais de 25 anos e constatámos que a maior parte dos plásticos não sofreram qualquer decomposição.  

Em 2020, reciclámos na área do Município de Ourém cerca de 48 Kg/habitante e em 2022 esperamos alcançar a meta de 50 kg/habitante, através do empenho nas iniciativas que serão realizadas ao longo deste período temporal. 

Esta meta é possível com a ajuda e empenho do todos! Vamos Ser Amigos do Ambiente!

Partilhar:

Veja também

Mapa do Site Acessibilidade CMOurém © 2021 - Todos os direitos reservados