EN FR PT ES

Recursos Naturais

Os denominados Recursos Naturais são todos os elementos genuínos, sem intervenção humana na sua formação, constituintes da Natureza, que são utilizados pelos seres vivos para a sua sobrevivência. O Ser Humano utiliza-os também, transformando-os, no processo de desenvolvimento civilizacional e no conforto da sociedade em geral.

Os Recursos Naturais podem ser, à escala da vida humana, renováveis, como a energia interna da Terra (geotérmica), a energia recebida do sol e do vento, ou potencialmente renováveis, como a água e o solo, que são atualmente considerados limitados, ou não renováveis, como o petróleo e outras rochas/minérios em geral.

Na generalidade, aos Recursos Naturais quando são transacionáveis é atribuído um valor económico em função da sua cotação nos mercados, no entanto, o seu valor social, cultural e o impacte direto ou indireto no bem-estar e na saúde humana não está ainda quantificado.

O concelho de Ourém é um concelho rico e diverso em Recursos Naturais, também transacionáveis, mas, essencialmente, de grande valor social, cultural e de impacte direto ou indireto no bem-estar e na saúde humana. Tal deve-se à riqueza e diversidade de paisagens, fruto da geologia e biologia locais.
É usual dividir-se o concelho em duas realidades biofísicas distintas: a zona sul composta de rocha dura calcária e a zona norte e centro e norte de rocha branda composta por areias e argilas.

Geomorfologicamente o concelho de Ourém possui um relevo ondulado que se desenvolve entre as cotas altimétricas de 75 a 675 metros, no sul as altitudes são superiores a 300 metros, com relevo acidentado e com declives mais acentuados, contrastando com o centro e o norte, onde maioria das suas altitudes é inferior a 300 metros e os seus relevos mais suaves.

Atualmente, os principais Recursos Naturais explorados no concelho, e diretamente transacionáveis, são os calcários para pedra ornamental, para a construção e civil e para a indústria química, as areias comuns para a construção civil, as argilas comuns para a indústria cerâmica e as água subterrâneas do aquífero da bacia de Ourém para abastecimento público.

Além destes Recursos Naturais fazem parte do património natural do concelho, entre outros, a paisagem (a serra de Aire, a falha do Arrife, o canhão fluvial do Agroal, e outra paisagem cársica como os lapiás, os bogás, etc., as chãs (achadas), as lezírias, os vales e as encostas das ribeiras do centro e norte do concelho, etc.) o clima, as nascentes, os valores paleontológicos, espeleológicos, e toda a riqueza florística e faunística associadas a estes ecossistemas: carvalhais, azinhais, medronhais, carrascais, orquídeas de várias espécies, a endémica lampreia-do-nabão, diversas comunidades de várias espécies de morcegos, etc.

Mapa do Site CMOurém © 2018 - Todos os direitos reservados