EN FR PT ES

Abrigos Temporários e Recomendações da Autoridade de Saúde

13 Julho, 2022

Um pouco por todo o Concelho de Ourém, estão a ser disponibilizados Abrigos Temporários de Livre Acesso, destinados a todas as pessoas que procurem uma alternativa às suas casas, enquanto as temperaturas continuarem elevadamente acima da média.

 

Recomendações da Autoridade de Saúde

O Plano Contingência Saúde Sazonal – Módulo Verão 2022 para o ACES Médio Tejo, tem por finalidade a normalização da intervenção de diversas entidades, suscetível de minimizar os efeitos nefastos para a saúde, resultantes do calor excessivo.

O estado de alerta da área geográfica do ACES Médio Tejo subiu para um nível de alerta vermelho, devido às elevadas temperaturas que se têm sentido e que vão continuar nos próximos dias. Esta situação poderá condicionar, em especial nos idosos que residem em habitações insalubres, o acréscimo considerável do risco de ocorrerem complicações associadas a doenças crónicas de que padecem, ou o aumento indesejável da mortalidade nesse grupo populacional.

O fato de o idoso viver isolado ou sozinho, frequentemente resulta de uma manifestação de independência em relação aos familiares, com frequência aos próprios filhos. No entanto, durante as ondas de calor, a melhor maneira de evitar consequências nefastas na saúde dos expostos é, precisamente, evitar a exposição. Para esse efeito, recomendamos o seguinte:

1- Manter a hidratação aos idosos, através da ingestão de água ou sumos de fruta naturais sem adição de açúcar com frequência.
2- Garantir o conforto térmico da população mais frágil
a. Deslocação do utente para a residência do familiar (em geral de melhor qualidade) durante o período de tempo em que se verificar a ocorrência do calor excessivo.
b. Recorrer aos abrigos temporários de livre acesso, sempre que a habitação não tenha capacidade de baixar a temperatura ambiente, devendo ser usados preventivamente, ou seja, de modo regular durante este período. Deverão ser contactadas as juntas de freguesia, as quais informarão a localização destes locais e articularão com a população a deslocação para os mesmos.
3- A população idosa, por norma, toma muitos medicamentos, devido às suas comorbilidades. Deste modo, deve ser assegurado que os medicamentos são mantidos a temperaturas abaixo dos 25°C, colocando no frigorífico durante este período de calor intenso. A lista de medicamentos deverá estar atualizada.
Caso se verifique a total ausência ou a inexistência de família de um idoso que necessite de ser afastado da exposição ao calor, esse facto deverá ser referenciado por quem o conhecer, a uma autoridade local, para que possam ser tomadas as necessárias diligências.

 

 

 

Partilhar:

Veja também

Mapa do Site Acessibilidade CMOurém © 2022 - Todos os direitos reservados