EN FR PT ES

Comemorações dos 30 anos de geminação entre Ourém e Le Plessis-Trévise

15 Outubro, 2022

Luís Miguel Albuquerque, Presidente da Câmara Municipal e João Moura, Presidente da Assembleia Municipal, integram a comitiva de Ourém numa visita oficial a Le Plessis-Trévise, no âmbito das comemorações dos 30 anos de geminação entre os dois municípios.

Nesta deslocação, acompanham os Vereadores do Executivo Municipal Rui Vital, Micaela Durão, Humberto Antunes e Cília Seixo, dois elementos da imprensa local e três artistas que levaram o fado até aquele município.

A fadista Rute Xavier, Joaquim Rocha (guitarra portuguesa) e Paulo Marques (viola) abrilhantaram as cerimónias com um espetáculo que congregou franceses e portugueses.

No passado mês de março, Ourém recebeu uma comitiva de Le Plessis-Trévise, no mesmo âmbito, altura em que foi inaugurado o Jardim com o mesmo nome.

Disponibilizamos aqui na íntegra o discurso do Presidente da Câmara Municipal, Luís Miguel Albuquerque, na cerimónia.

“Monsieur Le Maire du Le Plessis-Trévise – Didier Dousset,

A todos os elementos do Conselho Municipal,

Madame Maria José Órfão, responsável pelas geminações

Senhor Presidente do Club Le Robert Schuman,

Minhas Senhoras, meus Senhores

É para mim um privilégio e uma honra poder estar aqui diante de vós, celebrando os 30 anos de geminação entre Le Plessis-Trévise e Ourém.

Trinta anos não são três dias! São três décadas de cooperação e amizade. São 30 anos de parcerias entre os nossos municípios, as nossas empresas, as nossas comunidades.

Le Plessis-Trévise e Ourém celebram, também, 30 anos de uma relação madura e consolidada, mas com muito mais para oferecer a quem dela beneficia.

Ao longo destas três décadas, foram imensas as parcerias celebradas, as atividades desenvolvidas, os negócios potenciados.

Permitam-me, por isso, que sublinhe toda a nossa estima e consideração perante os promotores desta geminação, enquanto visionários de um futuro enriquecedor porque comum aos nossos municípios.

Le Plessis-Trévise e Ourém devem o seu agradecimento aos autarcas que, em 1992, tiveram o rasgo de ir mais longe. A ousadia de atravessar fronteiras. A visão para perceber o tanto que estes municípios poderiam evoluir, se caminhassem de mãos dadas.

A todos os plesienses e oureenses que se empenharam e dedicaram à criação desta geminação, o meu reconhecimento, concretizado na pessoa dos dois presidentes que assinaram este acordo, Monsieur Jean Jacques Jegou e o Professor Mário Albuquerque.

Minhas Senhoras, meus Senhores

Esta geminação representa um verdadeiro hino à paz e um contributo precioso na defesa dos valores da Europa. Mais ainda em tempos tão conturbados e incertos quanto os que vivemos.

Precisamente pela guerra infame a que assistimos no leste da Europa, estes 30 anos de geminação entre dois municípios de países distintos, são bem a prova do muito que todos beneficiamos quando primamos por unir ao invés de afastar.

Esta geminação é um exemplo de cooperação entre comunidades, que ignoram diferenças e privilegiam aproximações. Estas três décadas de cooperação mostram-nos o quanto é necessário e importante trabalhar pela aproximação das pessoas, pelo entendimento e pelo respeito mútuo, pelo trabalho em prol de projectos comuns.

Os bons exemplos desta cooperação estão bem presentes no dia-a-dia das nossas comunidades. Saltam à vista quando passeamos no Jardim Le Plessis-Trévise, em Ourém. Falo de um espaço central, batizado com o nome da vossa cidade. Foi este mesmo jardim que o vosso presidente e nosso amigo, Didier Dousset nos deu a honra de inaugurar este ano, depois da intervenção de requalificação que ali foi feita, mantendo, claro, o nome de Jardim Municipal de Le Pessis-Trévise, em mais uma homenagem a esta parceria de 30 anos.

Aliás, o mesmo acontece quando desfrutamos do Parc Ourém, aqui nesta belíssima cidade onde tenho a honra de partilhar estes momentos com todos vós.

Minhas Senhoras, meus Senhores

Aos celebrarmos os 30 anos desta parceria, estamos a render homenagem ao passado, sem abdicar de projetar um futuro igualmente em comum.

Esta cooperação, não é coisa do passado. Continua a ser uma aposta com futuro. E o futuro são os jovens. É precisamente neste contexto, que estamos a desenvolver mais parcerias, direcionadas aos sectores da educação, da cultura e da juventude. Com o entusiasmo de sempre e uma determinação cada vez maior, temos de ser capazes de envolver os jovens e garantir o futuro desta parceria, que tão bons resultados tem dado às nossas cidades.

Cumprindo o programa e o protocolo, iremos de seguida depositar uma coroa de flores junto à estátua de Robert Schuman, e vamos ter a oportunidade de escutar o Hino da Alegria. Vamos, portanto, homenagear um dos grandes responsáveis pela Europa de hoje e pelos valores que ela defende, ouvindo aquele que é também o hino europeu, que nos remete para os valores do diálogo, do entendimento, da amizade.

Minhas Senhoras, meus Senhores

A importância desta parceria para o Município de Ourém está bem plasmada na comitiva que aqui nos representa. Além do Presidente da Câmara Municipal, estão comigo os vereadores Rui Vital, Micaela Durão e Humberto Antunes. Integra a nossa comitiva, também, o Senhor Presidente da Assembleia Municipal de Ourém, igualmente eleito Deputado da Nação.

Pela importância do momento, decidimos convidar dois jornalistas em representação da comunicação social oureense, e três artistas do nosso Concelho, enquanto representantes da nossa riqueza cultural reconhecida pela UNESCO como Património Cultural Imaterial da Humanidade.

Permitam-me que reforce uma palavra especial aos representantes de outros municípios, igualmente geminados com Le Plessis-Trévise. Porque os amigos dos nossos amigos, nossos amigos são, aqui fica um abraço caloroso, em nome do Município de Ourém, aos presidentes de Burladingen (Alemanha), Wagrowiec (Polónia) e Esparta (Grécia).

Minhas Senhoras, meus Senhores

Termino esta minha intervenção agradecendo a amizade e a hospitalidade para com a nossa comitiva. E não posso concluir sem repetir e reforçar a importância do papel que cidades como Le Plessis-Trévise desempenharam, e ainda desempenham, no acolhimento de milhões de portugueses e milhares de oureenses, que aqui encontraram as oportunidades que infelizmente o nosso país não lhes conseguiu proporcionar.

Aos emigrantes oureenses e portugueses em geral aqui presentes, o meu muito obrigado, em nome do Município de Ourém, por nunca se esquecerem das vossas raízes e continuarem sempre a prezar pelo desenvolvimento de uma terra que é tanto nossa como vossa.

Muito obrigado!”

 

Partilhar:

Veja também

Mapa do Site Acessibilidade CMOurém © 2022 - Todos os direitos reservados