Mainnav Content Mainbody
Reduzir fonte Letra tamanho normal Aumentar fonte

MUNICÍPIO DE OURÉM PARTICIPA NA ROTA DAS CARMELITAS

O Executivo Camarário aprovou na reunião de Câmara de 29 de janeiro a adesão do Município de Ourém ao projeto “Rota das Carmelitas”, percurso a pé proposto aos peregrinos entre o Convento das Carmelitas, em Coimbra (local onde viveu a irmã Lúcia), e o Santuário de Fátima. Em Ourém o traçado terá a distância de 35,3 km com início na Vila de Freixianda e a comparticipação financeira da autarquia será de aproximadamente 9.900€.


A Rota das Carmelitas consiste num percurso com cerca de 150 km que atravessa seis concelhos (Coimbra, Condeixa-a-Nova, Penela, Ansião, Alvaiázere e Ourém) e é uma proposta de descoberta do território, de fruição cultural, cuja estruturação assenta na capacidade de incluir as temáticas da Irmã Lúcia/Carmelo/Milagre de Fátima, bem como os recursos naturais incontornáveis, considerando a simbologia dos ativos do território, a sugestão de momentos de contemplação e de caminhada interior. Irá ser desenvolvida uma operação de sinalização e de qualificação do percurso para melhorar as condições de segurança e orientação dos peregrinos, o que permitirá uma valorização e promoção do território com a criação de condições para novas oportunidades de negócio, nomeadamente alojamento, restauração, visitação do património, atividades de lazer, artesanato, produtos agroalimentares tradicionais e todo um conjunto de serviços locais de apoio ao peregrino.

Este projeto tem subjacente a proposta de proporcionar aos peregrinos a visita a locais de imenso valor patrimonial, arquitetónico, histórico e cultural. No Município de Ourém esses locais são engrandecidos com a particularidade da forte ligação às aparições de Fátima que se estendem em vários pontos do trajeto, mesmo antes de se chegar a Fátima. Na sede do Município o antigo Hospital de Santo Agostinho (onde foi cuidada a Beata Jacinta), o antigo edifício dos Paços do Concelho, a Casa do Administrador e o memorial no cemitério de Ourém onde repousou o corpo de Jacinta Marto, são disso exemplo. A Rota das Carmelitas está inserida num projeto «diferenciador» e «inovador», na medida em que pretende «associar a espiritualidade com espaços naturais ou patrimoniais», associado a «um conceito que distinga esta rota das demais» pelos ganhos evidentes resultantes da passagem por lugares de elevado interesse patrimonial, natural e cultural.

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Aceitar utilização de cookies. Politica de privacidade.