Mainnav Content Mainbody
Reduzir fonte Letra tamanho normal Aumentar fonte

MUNICÍPIO ASSINALOU O DIA MUNDIAL DO TURISMO COM REFLEXÃO SOBRE O FUTURO DO TURISMO RELIGIOSO EM FÁTIMA

O Dia Mundial do Turismo foi mais uma vez assinalado no Município de Ourém com uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal, em parceria com a ACISO – Associação Empresarial de Ourém e Fátima e a Escola de Hotelaria de Fátima. A sessão permitiu apresentar o Congresso Internacional de Turismo Religioso e Peregrinação que decorrerá em Fátima e discutir “Fátima e o Turismo Religioso: Estratégias de Desenvolvimento – um olhar pós 2017” com Carlos Costa, professor na Universidade de Aveiro.

O momento contou com a participação do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Fonseca, que expôs os objetivos e o programa do Congresso Internacional de Turismo Religioso e Peregrinação (22 e 23 de novembro em Fátima), enaltecendo o apoio do Santuário de Fátima e dos hoteleiros da cidade. Após uma apresentação pormenorizada do congresso e do histórico que levou à realização do mesmo no nosso concelho, realçou que este é “um passo de grande alcance no processo de internacionalização do Município de Ourém”.

Após a introdução dedicada ao Congresso Internacional de Turismo Religioso e Peregrinação, Carlos Costa iniciou a sua apresentação com a certeza de que a “sustentabilidade depende do espaço físico e social” e que “Fátima é a grande marca do turismo espiritual”. Manifestou-se também contra a ideia de que algumas cidades poderão ter turistas a mais, ideia partilhada por Paulo Fonseca que considerou mais importante renovarmos os nossos conhecimentos para acolher os turistas. O Presidente da Câmara mostrou-se otimista em relação ao futuro do turismo religioso e considerou importante aumentar a média da estadia de permanência em Fátima, através da criação de rotas do património natural e histórico no município e nos concelhos vizinhos.

O Presidente da ACISO, Domingos Neves, confirmou a importância da imagem de Fátima em destinos como Colômbia e Coreia do Sul e manifestou a intenção de promover a "Cidade da Paz" em novos destinos que permitam continuar a aumentar o número de visitantes, ideia corroborada pelo vice-presidente da associação, Alexandre Marto.

As comemorações do Centenário das Aparições foram apontadas como o auge da promoção de Fátima no Mundo, mas Paulo Fonseca prefere encarar o momento como “um ponto de partida e não um ponto de chegada”, valorizando cada vez mais o conceito de “Cidade da Paz” e a multiculturalidade que Fátima representa. Carlos Costa enalteceu o trabalho desenvolvido pelo Município de Ourém na promoção de Fátima, realçando que “não é normal a Organização Mundial de Turismo dialogar com Municípios, mas sim com os governos centrais”, provando a importância e a afirmação de Fátima no panorama mundial. A Presidente da Assembleia Municipal, Deolinda Simões, encerrou as intervenções com “regozijo pela qualidade das intervenções e pelo trabalho desenvolvido pelo Município de Ourém”.

A sessão terminou com a apresentação do livro “Territórios Vinhateiros de Portugal”, por José Arruda, Secretário Geral da AMPV - Associação de Municípios Portugueses do Vinho, que evidenciou o vinho como elemento capaz de atrair turistas através da criação de rotas de enoturismo.

A finalizar as comemorações do Dia Mundial do Turismo, seguiu-se um almoço no Claustro Monfortino servido pelos alunos da Escola de Hotelaria de Fátima.

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Aceitar utilização de cookies. Politica de privacidade.