Mainnav Content Mainbody
Reduzir fonte Letra tamanho normal Aumentar fonte

SÉRGIO RIBEIRO CELEBROU PROTOCOLO DE DOAÇÃO DE ACERVO DOCUMENTAL E BIBLIOGRÁFICO COM O MUNICÍPIO DE OURÉM

O antigo edifício dos Paços do Concelho foi, no passado dia 30 de abril, palco de um momento especial dedicado à assinatura do protocolo de doação do acervo documental e bibliográfico de Sérgio Ribeiro ao Município de Ourém. Foi muito o público que assistiu à assinatura do protocolo celebrado entre Sérgio Ribeiro e Paulo Fonseca, Presidente da Câmara Municipal de Ourém, e que teve ainda a oportunidade de assistir a uma excelente atuação do Chorus Auris da AMBO – Academia de Música Banda de Ourém.

O protocolo em causa determina que Sérgio Ribeiro doa ao Município de Ourém o seu património de livros, documentos e demais material cultural e que a sede material do património a transferir será na antiga Escola Primária do Zambujal, espaço que passará a denominar-se Centro de Documentação Joaquim Ribeiro – Zambujal. Ficou também definido que será criada a “Associação Liga de Amigos do Centro de Documentação Joaquim Ribeiro – Zambujal” que terá como responsabilidade manter uma articulação permanente com a Câmara Municipal na gestão das instalações e na dinamização de iniciativas.

Paulo Fonseca referiu-se a Sérgio Ribeiro como um homem que “além de político, é um homem das letras, artes e pensamento com a capacidade de pôr em causa o que muitas vezes é dado como adquirido”, atitude que “deve servir de inspiração para todo um concelho”. O Presidente congratulou-se com a doação “deste espólio de valor incomensurável e que deve estar ao serviço de todos” e garantiu que o Município saberá preservar o espólio de Sérgio Ribeiro e apresentá-lo às próximas gerações já que “em tempos de globalização temos tendência para esquecer as nossas raízes, mas o melhor que todos temos são as nossas raízes”.


Sérgio Ribeiro mostrou-se emocionado com o momento referindo que “hoje é um dos primeiros dias do resto da minha vida”. Assumiu que apesar de difícil, é uma doação que quer fazer para “tornar público e de acesso a todos o espólio que fui reunindo ao longo da vida”. Manifestou ainda a sua alegria pela denominação que será atribuída à antiga Escola Primária do Zambujal pois “o Centro de Documentação terá o nome do homem mais importante da minha vida”, o seu pai, Joaquim Ribeiro. A finalizar a sua intervenção, Sérgio Ribeiro agradeceu o empenho da Câmara Municipal na concretização deste protocolo e o apoio demonstrado pela família e amigos.

O Centro de Documentação Joaquim Ribeiro – Zambujal reunirá um património de valor inestimável e que abordará diferentes temas, entre os quais, a “Europa e integração europeia”, o “Associativismo oureense”, a “História de Ourém”, “Zambujal e arredores”, “Economia”, “Literatura vária” e “Documentos de intervenção cívica”.

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Aceitar utilização de cookies. Politica de privacidade.